11/07/2016

Agora já é tarde demais.


Cheguei em casa, fui comer alguma coisa e continuar a minha leitura. O celular sempre perto na esperança de receber uma mensagem sua. Que boba eu sou, né? Acho que no fundo eu já sabia que essa mensagem não chegaria, mas a esperança continuava lá. Entre páginas e mais páginas, sempre olhando a tela do celular. Cadê ele? Não veio mais falar. Sim, eu sinto falta de você vir conversar.

Os dias foram passando e aquela angustia só aumentava. Será que ele não sentia a minha falta? Se eu for falar vou parecer chata, mas a vontade de ir conversar era sempre maior. Que cara de pau!
Tomei um banho e fui continuar a minha leitura. O celular sempre perto na esperança de receber uma mensagem sua. Para a minha surpresa, dessa vez, a mensagem realmente chegou.

Senti um nó na garganta, soltei um grito e comecei a tremer. Era ele. Depois de tantos dias resolveu sentir a minha falta. E agora? Eu não sabia o que fazer. Criei coragem e respondi. Depois de tanto tempo sumido não era nem justo vir me dar falsas esperanças de um falso amor. Eu não era mais a mesma.

Outras mensagens foram chegando com demonstrações que pareciam ser sinceras, mas como acreditar depois de tudo? Ele estava sentindo a minha falta e queria retomar o nosso namoro. Mas e eu? O que eu queria? Fiquei confusa por um bom tempo e cheguei a uma conclusão. Eu não tinha o menor interesse de retomar aquela vida de tristezas e decepções.

Eu sinto muito, querido. Agora já é tarde demais. E nada do que você faça vai apagar o que já aconteceu!

                                                                           ♥ 

                                           Instagram | Facebook Snapchat | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário