11/11/2017

O DIÁRIO DEIXADO DE LADO.


Não sei se o problema sou eu ou você.
Como pude deixar de escrever?
Meu diário está abandonado a alguns dias.
Mas não quer dizer que eu não tenha historinhas.
É que a vida anda corrida e eu não consigo parar.

Me desculpe querido diário.
Não foi a minha intenção lhe abandonar.
Tantas histórias tenho para compartilhar.
Coisas que você nem vai acreditar.
Que podem chegar a assustar ou traumatizar.

Ando tão boa com a escrita.
Descobri que também ando boa na rima.
Não era a intenção fazer rimar, mas confesso até gostar.
Prometo que vou continuar e nunca mais parar.
Enquanto tiver inspiração seguirei e não lhe decepcionarei.

Mas é que, querido diário, meus segredos com você estão guardados.
Minhas rimas e textos podem até ser bons.
Mas é em você que confio todas as minhas decepções.
E vou seguindo assim agora.
Eu, você, a inspiração e o mundo lá fora.

                                                                                    
                                                           Instagram | Facebook | Snapchat

3 comentários:

  1. Adorei o poema.
    https://fiinaldeoutubro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que poema bonitinho, miga!
    Não tenho um diário e o único lugar que compartilho meus contratempos, felicidades e tals é no meu blog mesmo. Não existe cantinho melhor, né?

    Beijos!
    www.memorizeis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Que mais lindo seu texto. Eu sempre tive diários e agendas. Neles eu costumo anotar segredos e compromissos. Já minha escrita... Essa fica espalhada em cadernos, computadores e blogs.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir